Urban  jungle

Foto de Brina Blum em Unsplash

gallery/brina-blum-7gudxvjenoo-unsplash-min

Quem aí nunca pediu uma mudinha de planta à um amigo ou familiar que atire a primeira pedra! Esta prática sempre foi muito comum entre nossas avós e tias, e agora está cada vez mais presente em nossas vidas.

 

Urban Jungle ou em português: Floresta Urbana, é a ideia de levar um pouco mais de natureza para o interior do nosso lar ou ambiente de trabalho. Menos móveis e mais plantas!

 

Estamos cada vez mais confinados em nossas casas e prédios que acabamos perdendo o contato com o verde, e infelizmente ao andar nas ruas de nossas cidades nos limitamos à um cenário cinza. São raras as áreas de vegetação no nosso cotidiano e mais raro ainda é o tempo que dispomos à visitar praças e parques para respirarmos um ar mais fresco.

 

Mas ainda bem que a humanidade é criativa, inventamos um jeitinho de levar um pouco mais de vida para ambientes internos com a utilização de vasos, jardineiras, cachepôs, paineis na parede, teto e tantos outros recursos que possuimos para abrigar terra e vegetação.

Já se imaginou sem uma plantinha em casa? SOCOOOORRO!

 

Nossa sociedade está em constante evolução, mais consciente e conectada à questões sociais e ambientais, valorizando processos e produtos artesanais que acaba sendo um caminho muito natural devolver um pouco do cenário verde para nossas vidas.

 

E podemos dizer que é um comportamento de estilo de vida que veio para ficar. Já perceberam como encontramos uma grande oferta de plantas à venda enquanto empurramos nosso carrinho de compras no supermercado?

 

Sim, estão antenados aos nossos desejos de compra! E acho incrível a possibilidade de comprar plantas enquanto faço as compras de casa, o único problema é que depois que você pega este costume, se torna difícil voltar para casa sem uma filha planta.

 

Você começa com aquela suculenta pequenininha, baratinha; depois precisa de outras para fazer companhia à ela, ou escolhe alguma de um tipo diferente. De repente, encontra sua janela, prateleira, móvel ou qualquer outro lugar que recebe muita luz tomado pelas suculentas.

gallery/judah-guttmann-t69fizxxrwq-unsplash-min

Foto de Judah Guttmann no Unsplash

gallery/jessica-arends-yzpwspwsdm0-unsplash-min

Foto de Jessica Arends no Unsplash

gallery/timothy-buck-psrlodbazc8-unsplash-min

Foto de Timothy Buck em Unsplash

plantas na decoração e no estilo de vida

Impossível ter apenas uma suculenta, ainda mais depois que você descobre como cuidar e que dependendo da espécie, ela nasce da própria folha se você colocar em contato com a terra.  A manutenção é muito baixa, o segredo está no equlíbrio da regagem e a disponibilidade de luz. Fica um charme na decoração!

Foto de Brina Blum em Unsplash

Mas se sua ideia é realmente deixar o lar com atmosfera de floresta, use e abuse das plantas com folhagem, como as samambaias, vários tipos de palmeirinhas, antúrio, costela-de-adão, lírio da paz, jiboia, espada de são jorge, begônia, singônio, zamioculca entre outras.

 

Sou apaixonada por essas, a manutenção e necessidade de luz dessas espécies são ideiais para ambientes internos. Cultivar plantas no interior da casa cria uma rotina de conexão com nossas plantas, um ritual de regar as plantinhas enquanto tomamos aquele cafézinho pela manhã e nos preparamos para o dia que está por vir. Sentar no chão num dia de domingo (ouvindo música) para podar e plantar novas mudinhas, mexer na terra - mesmo que seja apenas um pouquinho. 

Foto de Felipe Salgado no Unsplash

Foto de Annie Spratt em Unsplash

Foto de Annie Spratt em Unsplash

Foto de Milada Vigerova no Unsplash

Esse mix de plantas, vasos no piso, nos móveis e penduradas criam a sensação de selva, como mostra a primeira imagem acima. Nos transmite a ideia de que a natureza tomou conta do espaço, tornando-se protagonista, uma verdadeira Urban Jungle.

 

Já na imagem dois, a vegetação se destaca de forma sutil, sem caos, mas de forma essencial à cena. Ela expressa que é possível dar vida e cor à ambientes e decorações mais neutras ou minimalistas,  sem excessos, mesmo utilizando uma espécie trepadeira.

 

Temos um equilíbrio incrível na última imagem, onde a a vegetação aliada à paleta de cores do quarto na cor branca e madeira em tom claro criaram uma atmosfera de tranquilidade, aconchego e harmonização. A vontade é de pegar um dos livros do caixote, sentar na poltrona e devorar 100 páginas enquanto tomo um sol da manhã.

 

Há muitas espécies para utilizarmos na composição de ambientes internos, o importante é ter a mente aberta para explorar sem medo de errar.

Criamos uma pasta no pinterest para te auxiliar nesta jornada: Urban Jungle - Plantinhas.

 

Comecei com uma samambaia (nossa sami, sim, demos um nome à ela haha) moro em um apartamento e ela chegou antes dos móveis da casa, solitária na sala, mas cheia de vida e boa energia. Hoje, um ano e meio depois, a sami está uma menina monstra de tão grande e linda.

 

Sem dúvidas trazer a natureza para as nossas vidas só nos agrega benefícios, além de deixarem o espaço visualmente bonito e agradável, melhoram a qualidade não apenas do nosso ar, mas da nossa vida. Sabe o que eu acho mais incrível? É ver uma mudinha ou plantinha miúda crescer, acompanhar todo seu desenvolvimento e ter o prazer de saber que ela está ali forte e linda porque cuidamos dela com todo amor.

 

 

E vocês, o que acharam? O quão presente está a natureza no seu dia-a-dia?

Conta pra gente sobre sua relação com as plantinhas usando a #plantinhasdemarte no instagram, vamos amar. E se você aderiu a este estilo de vida por conta deste artigo, não deixe de postar sua foto usando a hashtag.

 

Nosso instagram: @studio_marte

 

Um beijo cheio de clorofila para vocês e até a próxima!